Crivella defende turismo em favela, mas quer medidas para garantir segurança

Na manhã desta terça-feira, durante evento no Palácio da Cidade, o Prefeito do Rio, Marcelo Crivella, comentou sobre o caso da turista espanhola morta por policiais militares dentro da Favela da Rocinha, em São Conrado.

Ele defendeu o turismo dentro das comunidades do Rio, desde que existam medidas para garantir a segurança dos turistas. Para isso, ele afirmou que vai realizar em breve uma reunião com o comandante da Guarda Municipal:

- Queria saber dele no que podemos ajudar, sobretudo em situações como essa de turismo. O turismo na favela pode ocorrer, desde que tenham medidas antecessoras, para que não ocorram tragédias como a de ontem. Mas acho que a vida continua, e vamos ter que superar mais esse momento triste - disse o prefeito, que não informou mais detalhes de como seria a atuação da guarda nesses casos.

Crivella defendeu ainda a volta das Forças Armadas para a comunidade. Ele afirmou que os militares fazem falta, e disse que pretende abordar o assunto com o presidente Michel Temer, em Brasília.

- Direi a ele que fazem falta as Forças Armadas aqui no Rio de Janeiro. Elas estão previstas para o calendário Rio de Janeiro a Janeiro, quando teremos grandes eventos o ano todo em 2018. Mas queremos também a presença e ação preventiva das Forças Armadas no Rio.

Crivella destacou que é um dos autores da lei que proíbe que policiais militares de atirarem em carros, exceto quando a vida do próprio policial está em risco. Ele caracterizou o que ocorreu como "tragédia", mas que é necessário superá-la:

- Um policial militar agiu de maneira completamente fora do protocolo. Eu sou autor da lei que proíbe atirar em carros em qualquer ação, exceto quando pode colocar em risco a vida do próprio policial. Uma tragédia. Agora, tragédias são excessões. A regra são os bons policiais que vão continuar mantendo a segurança. Acredito que vamos superar mais esse momento triste.

 

Fonte: O Globo

Copyright© 2003 / 2017 - ASFUNRIO
ASFUNRIO - Associação dos Servidores da SMDS e Fundo Rio
Visualização Mínima 800x600 melhor visualizado em 1024 x 768
Gerenciado e Atualizado: Leonardo Lopes