Crivella canta e dança hino do América após liberar construção da nova sede do clube.

O prefeito Marcelo Crivella assinou nesta quarta-feira o decreto que autoriza a demolição da sede do América Football Club, na Tijuca. O prédio havia sido tombado de forma definitiva em 2016, ainda na gestão Eduardo Paes. Depois da cerimônia, o prefeito cantou e dançou o hino do clube. Após assinar o decreto, o prefeito afirmou que o projeto de construção de uma nova sede vai revitalizar as ruas do entorno. O novo prédio será erguido no mesmo endereço do atual, na Rua Campos Sales, e contará com um shopping center.

Vai melhorar a segurança, a iluminação, e gerar emprego e renda. - celebrou.

O projeto do shopping center inclui quatro pavimentos comerciais, mais um subsolo, com 204 lojas; praça de alimentação com 16 estabelecimentos; e oito salas de cinema. O espaço terá garagem com 850 vagas, divididas em seis pavimentos. Na cobertura, ficará a sede do América, com espaço administrativo, ginásio poliesportivo, quadras de tênis e salas de treinamento. O clube também terá um parque aquático de 1.200 m² com duas piscinas, incluindo uma semiolímpica.

De acordo com o presidente do América, Sidney Santana, o investimento na construção da nova sede será de R$ 300 milhões. O clube fez uma parceria com as empresas AM Malls e Lacbra para executar o projeto, que deve ser entregue no final de 2020. Segundo Sidney, a obra não receberá repasses financeiros da Prefeitura.

Em 2016, o América somava uma dívida de cerca de R$ 938 mil. Sem o tombamento, o prédio corria o risco de ser leiloado para pagar o débito.

De acordo com Sidney, o clube terá participação no faturamento bruto do shopping center e receberá um percentual durante a obra da nova sede para manter suas atividades.

O montante ainda será definido na assinatura do contrato. Com os recursos que virão deste empreendimento imobiliário, o clube poderá honrar seus compromissos e, talvez, quitar as dívidas - disse.

Moradores comemoraram iniciativa

Vizinha do América há 23 anos, Érika Menezes, 61, acredita que o novo centro comercial facilitará a vida dos moradores da região.

Quando precisamos comprar alguma coisa, temos que ir até a Praça Saens Pena, onde fica o shopping mais próximo. Será ótimo ter um comércio bem aqui na esquina.

Já Carlos Teixeira, 32, supervisor de um restaurante localizado em frente à sede do clube, crê que o novo prédio irá tornar a vizinhança mais segura.

Ultimamente, a área está muito deserta. De vez em quando uma pessoa é assaltada. Com o shopping, a rua deve ficar mais movimentada - diz.

 

Fonte: O Globo

Copyright© 2003 / 2018 - ASFUNRIO
ASFUNRIO - Associação dos Servidores da SMDS e Fundo Rio
Visualização Mínima 800x600 melhor visualizado em 1024 x 768
Gerenciado e Atualizado: Leonardo Lopes